Radiofrequência Pulsada dos Gânglios da Raíz Dorsal

A radiofreqüência pulsada é classificada como um método de modulação das vias nervosas sensitivas. Através da emissão de energia eletromagnética, pretende-se determinar uma alteração das vias condutoras, reduzindo a excitabilidade destas estruturas. Como a temperatura local não ultrapassa 42°, não há lesão tecidual e nervosa permanente. Este procedimento pode ser realizado para dor lombar inespecíficas e, principalmente, de origem discogênica, estenose do canal vertebral, hérnias de disco e dor persistente após cirurgia.

           

Algumas contra-indicações devem ser pesquisadas, como infecção em curso, problemas de coagulação, variações anatômicas arteriais e falta do consentimento do paciente para realização do procedimento.

           

O procedimento é realizado com sedação leve e anestesia local, em sala de procedimentos adequada, podendo ser guiado por fluroscopia ou ultrassonografia. A duração do procedimento é variável, dependendo da quantidade de raízes abordadas. Os resultados são imprevisíveis, porém bastante promissores.