Neurólise dos Nervos Intercostais

Esse procedimento consiste na inativação dos nervos que caminham embaixo de cada costela. As dores relacionadas a esses nervos podem ter diversas origens, as mais freqüentes são após fraturas, cirurgias, como mastectomias, toracotomias, drenagens torácicas, após infecções como na neuralgia pós-herpética e durante o tratamento de tumores que podem invadir a parede torácica, como o câncer de pulmão e da pleura.

           

A dor geralmente é só de um lado e irradia para frente do tórax, seguindo o trajeto das costelas. A dor geralmente é referida como em choque ou facada e acompanhada de formigamento ou dormência.

           

O procedimento pode ser realizado com anestesia local e guiado por ultrassonografia, o que favorece sua realização em sala de procedimento do próprio consultório, desde que haja habilidade e treinamento suficiente. Com a ultrassonografia podemos ver a exata localização da agulha, evitando complicações e sendo mais efetivo no tratamento. Após o posicionamento da agulha injetamos uma pequena quantidade de substância neurolítica, ou seja, que inativa o nervo, geralmente álcool ou fenol. O tempo de procedimento varia com o número de alvos para o tratamento. Na maioria dos casos a resposta é bastante satisfatória.