Infiltração Epidural ou Peridural Lombar

Esse procedimento tem o objetivo de proporcionar alívio da dor e melhora funcional do paciente, facilitando a reabilitação neuromuscular e proporcionando melhor qualidade de vida.

           

O espaço epidural ou peridural é um espaço contendo gordura que envolve o saco dural, onde fica a medula e por onde saem as raízes nervosa, estendendo-se desde a região cervical até a região sacrococcígea.

             

A infiltração epidural ou peridural lombar é a administração de substâncias neste espaço. As substâncias escolhidas na maioria das vezes são anestésicos locais e anti-inflamatórios neste espaço. O procedimento pode ser realizado via transforaminal, como relatado na sessão de #bloqueio transforaminal, interlaminar ou caudal.

           

O bloqueio interlaminar se faz posicionando a agulha entre as margens posteriores das vértebras, que são chamadas de lâminas. O procedimento geralmente requer o uso de fluoroscopia e sala cirúrgica, podendo ser realizado sob sedação leve. Acompanhamos todo o trajeto da agulha por imagem e quando esta estiver na posição correta, injetamos uma pequena quantidade de contraste para confirmar a localização e a ausência de dispersão intra-vascular, ou seja, dentro de algum vaso sanguíneo. Por fim a medicação é injetada e o paciente pode ser liberado entre 1 e 2 horas após o término do procedimento.

 

O bloqueio epidural caudal se faz posicionando a agulha em um espaço que fica na transição entre o sacro e o cóccix, chamado de hiato sacral. O procedimento pode ser feito com ultrassonografia ou com fluoroscopia, podendo ser realizado sob sedação leve ou com anestesia local. Os métodos de imagem auxiliam no correto posicionamento da agulha. A injeção de pequena quantidade de contraste é feita para confirmar confirmar a localização e a ausência de dispersão intra-vascular. Por fim a medicação é injetada e o paciente pode ser liberado entre 1 e 2 horas após o término do procedimento.