Bloqueio das Articulações Facetárias Torácicas

Em torno de 5% dos paciente que procurando o consultório médico de dor, são por problemas na região torácica. As dores mais freqüentes são relacionadas a alterações degenerativa das articulações facetarias ou a dor radicular.

A dor da articulação facetaria normalmente se localiza próximo a coluna dorsal, piora quando o paciente permanece de pé por muito tempo e na rotação do tronco.

           

O diagnóstico diferencial deve ser feito com as dores relacionadas a degeneração dos discos intervertebrais, doenças pulmonares, contratura muscular e outras doenças ósseas como trauma e tumores.

           

O procedimento de bloqueio diagnóstico pode ser realizado para avaliar o exato nível articular responsável pela dor. Se houver melhora maior do que 50% da dor, podemos inferir que o diagnóstico está correto.

           

O tratamento pode ser feito através da injeção no interior da articulação de substâncias anti-inflamatórias, infiltração peri-articular com viscobiológicos ou com a radiofreqüência dos nervos sensitivos correspondentes.

           

O procedimento pode ser realizado com anestesia local e guiado por ultrassonografia, o que favorece sua realização em sala de procedimento do próprio consultório, desde que haja habilidade e treinamento suficiente. Com a ultrassonografia podemos ver a exata localização da agulha, evitando complicações e sendo mais efetivo no tratamento. Em algumas situações, principalmente nos procedimentos com radiofreqüência, pode ser necessário que o procedimento seja realizado em sala cirúrgica e com leve sedação. O tempo de procedimento varia com o número de alvos para o tratamento. Na maioria dos casos a resposta é bastante satisfatória.